burda style 12/2017 - Cosido à mão - Opinião à medida

Apresentado por Sónia Araújo, Cosido à Mão terá dois jurados residentes. Ninguém melhor que especialistas na área para, com olhos experimentados, reconhecerem o futuro da costura em Portugal.
Paulo Battista é um desses olhos experimentados que irá vestir o papel de jurado no programa: o primeiro da sua vida. Alfaiate por paixão, partilha o amor com a família, composta pela mulher e três filhos. Conta que o “Cosido à Mão” é uma grande oportunidade de poder mostrar ao país que a arte de fazer um fato não deve cair em desuso.
Atualmente veste alguns dos mais famosos jogadores de futebol em Portugal e outras celebridades nacionais. Emocional mas exigente, Paulo promete que a postura no programa será a mesma que na vida e profissão: super meticuloso, exigente e o primeiro a pôr as mãos à obra. E o seu look não deixa mentir: é o verdadeiro dandy português!
A acompanhar Paulo estará a criadora de moda Susana Agostinho. Diz que o amor é a pedra basilar da sua vida e da sua carreira, por isso percebeu que só podia trabalhar com noivas. Já lá vão 30 anos desde que começou a realizar sonhos e a construir dias mágicos. Ao romantismo dos casamentos, gosta de juntar alguma da sua natural excentricidade, e consegue sempre cumprir o seu objetivo anual: fazer três vestidos de noiva pretos.
Trabalha com todo o tipo de noivas e viaja com elas ao longo da construção do vestido perfeito; é consultora de imagem, criadora de histórias, condutora de todo o processo que cada vestido faz.
Mãe de três filhos, dirige cuidadosamente a sua agenda para dar atenção à sua família e às famílias que vê nascer nos casamentos que acompanha.
Direta nas suas avaliações, cirúrgica, apaixonada, espiritual, Susana sabe muito bem o que procura em cada desafio, e o Cosido à Mão será o ateliê perfeito para o encontrar.
Para além dos jurados, existem desafios que irão contar com convidados, também eles ligados à moda nacional. Nomes que fazem qualquer aspirante sonhar em aprender mais e melhor. São eles, por exemplo, Eduarda Abbondanza, diretora da Associação ModaLisboa, ou o estilista Nuno Gama que irão dar o seu contributo e sabedoria na busca de mais talento em Portugal.