burda style 05/2015 - Dicas&Truques - Smok elástico

PREPARAÇÃO
Para que as nervuras sejam tão uniformes quanto possível, a distâncias iguais na horizontal e na vertical (quanto maior for a distância, mais fundas ficam as nervuras), desenhe a lápis uma matriz exata de pontos pelo avesso do tecido. Como a largura do tecido diminui depois de fazer o smok elástico, aconselha-se que o tecido tenha inicialmente a mais, metade da largura que pretende obter. Para fazer a primeira carreira de linha de franzir, espete a agulha à direita no ponto mais exterior, saindo depois a meio de dois pontos (Fig. 1). A linha deve seguir na direção do fio do tecido e o comprimento deve ser 15 cm maior que a fila de pontos. Ate com nós as pontas das linhas duas a duas e acerte o tecido com a largura desejada, de modo a formar as nervuras ao comprimento (Fig. 2). Basicamente, pode bordar pelo direito do tecido, p. ex. em ponto de pé de flor, ponto de cruz ou ponto de ourela.
FAVOS NÃO-ELÁSTICOS
Apanhe a 1ª e 2ª nervura juntas com um ponto atrás. Espete novamente a agulha na 1ª nervura, saindo depois na 4ª nervura. Apanhe então a 3ª e 4ª nervura juntas com um ponto atrás. Na 2ª carreira faça o bordado alternado e apanhe a 2ª nervura junto com a 3ª e a 4ª junto com a 5ª (Fig. 3).
FAVOS ELÁSTICOS EM LARGURA
Borde duas carreiras em simultâneo. Apanhe as duas primeiras nervuras com um ponto atrás (Fig. 4), em seguida espete a agulha na 2ª nervura, saindo depois na 2ª carreira (Fig. 5). Apanhe então a 2ª e 3ª nervuras juntas e na 3ª nervura siga com a agulha novamente para cima (Fig. 6). Espete a agulha na 1ª carreira e apanhe a 3ª e 4ª nervuras juntas.
Linhas de franzir

Preparação
Fig.1